Tipos de radiografias odontológicas: entenda quais são e para que servem

Tipos de radiografias odontológicas: entenda quais são e para que servem

24/10/2022 - Por: Ademar Junior

Existem diversos tipos de radiografias odontológicas, que auxiliam os dentistas no diagnóstico e tratamento de inúmeros problemas bucais. Assim, as radiografias são exames de imagem muito comuns, que possibilitam tanto a identificação quanto o acompanhamento do quadro do paciente em questão.

Nesse artigo, você descobre informações detalhadas a respeito dos principais tipos de radiografias odontológicas solicitadas pelos especialistas. Dessa forma, poderá identificar para que servem cada uma delas e com qual frequência devem ser realizadas.

Tipos de radiografia odontológicas

tipos de radiografias odontológicas

Existem diversos tipos de radiografias odontológicas, que servem para investigar os dentes, ossos e demais estruturas da face do paciente e identificar as enfermidades e anomalias para o devido tratamento.

Os principais tipos de radiografias odontológicas, são:

As imagens radiográficas se dividem entre procedimentos intraorais (dentro da boca) extraorais (fora da boca), sendo os procedimentos intraorais os mais comuns.

Qual a importância da radiografia na Odontologia?

As radiografias são muito importantes para auxiliar os dentistas na realização de diversos tratamentos dentais, gengivais e de demais estruturas que compõem a boca e a face do paciente.

São exames que expõe as partes internas dessas estruturas e permitem o diagnóstico de:

  • Infeções;
  • Cáries, principalmente aquelas em regiões menos aparentes como entre os dentes e abaixo de obturações, por exemplo;
  • Cistos e alguns tipos de tumores;
  • Abcessos na raiz dos dentes ou entre a gengiva e um dente;
  • Danos causados pelo bruxismo;
  • Perda óssea na mandíbula;
  • Inflamação na polpa dos dentes.

Além disso, os exames de raio-x criam um mapeamento da arcada para que o ortodontista possa implementar o aparelho ortodôntico e corrigir o posicionamento dos dentes.

Por outro lado, os exames de raio-x realizados nas crianças buscam antecipar e corrigir problemas de formação da arcada. Assim, servem para:

  • Acompanhar o crescimento dos dentes do siso;
  • Identificar problemas que tornem os dentes incapazes de emergir pela gengiva;
  • Verificar se há espaço suficiente entre os dentes;
  • Acompanhar o desenvolvimento dos dentes e da mandíbula.

Quais os principais tipos de radiografia odontológica?

tipos de radiografias odontológicas
imagem: pexels

As radiografias estão divididas entre os procedimentos dentro e fora da boca (extra e intraorais).

Desse modo, os procedimentos intraorais são capazes de investigar diferentes aspectos da dentição, enquanto os procedimentos extraorais são ainda mais amplos, capazes de evidenciar estruturas como a mandíbula, o maxilar e até mesmo o crânio.

Confira nos tópicos abaixo, os principais tipos de radiografias odontológicas solicitadas pelos dentistas.

Panorâmica

A partir de uma imagem geral da arcada dentária, um único registro é capaz de capturar todas essas estruturas. A radiografia panorâmica investiga os dentes emergidos e também os inclusos, como extranumerários, por exemplo.

Assim, é um tipo de radiografia muito indicada para os pacientes que colocam aparelho ortodôntico, pois auxilia o dentista na compreensão do posicionamento e saúde dos dentes.

Projeção cefalométrica lateral

Com o objetivo de registrar um lado inteiro da cabeça do paciente, a projeção cefalométrica lateral registra a parte externa da face do paciente.

Dessa forma, serve para que o dentista identifique a posição dos dentes em relação à mandíbula e ao perfil do paciente.

Interproximal

As radiografias interproximais são aliadas poderosas na hora de identificar cáries que estão entre os dentes. Isso porque evidenciam áreas intermediárias que são dificilmente visualizadas a olho nu, principalmente quando o problema está em sua fase inicial.

Além disso, a posicionamento da radiografia interproximal realizado num ângulo horizontal, permite que cáries de caráter secundário escondidas sob restaurações possam ser devidamente diagnosticadas e tratadas

Por fim, os especialistas ainda podem utilizar a radiografia interproximal para detectar alterações nas estruturas ósseas, comparando-as com aquelas realizadas nos demais dentes.

Sialografia

A sialografia se destaca entre os demais tipos de radiografias odontológicas devido a sua finalidade. É utilizada para detectar a produção de saliva na boca através da observação das glândulas salivares.

Para isso, o dentista injeta um componente específico e observa como se dá a produção da saliva, verificando se o paciente tem Síndrome de Sjögren, uma condição em que a boca fica ressecada e propicia o surgimento de cáries.

Oclusal

As radiografias oclusais capturam o posicionamento dentário como um todo e são responsáveis por demonstrar o desenvolvimento da arcada do paciente, assim como sua estrutura maxilar e mandibular.

Esse tipo de exame é muito comum no público infanto juvenil, mas de forma geral auxilia o especialista no acompanhamento de tratamentos ortodônticos, assim como na visualização de dentes retidos.

Tomografia computadorizada

A tomografia computadorizada é responsável por capturar imagens das estruturas internas da boca do paciente através de tecnologia tridimensional (3D). Dessa forma, permite a visualização de enfermidades nos ossos, cistos, fraturas e possíveis tumores.

Dentro desse procedimento existe ainda a tomografia computadorizada de feixe cônico, que mapeia toda a cabeça do paciente e permite a visualização da arcada, dos tecidos moles, dos nervos e dos ossos.

Nesse sentido, além de garantir a identificação das enfermidades citadas acima, a tomografia computadorizada de feixe cônico também é utilizada para tratamentos com implante dentário.

Com que frequência devo fazer uma radiografia dos dentes?

A frequência e os tipos de radiografias odontológicas que devem ser realizadas são diferentes para cada situação. Assim, é indicado que o paciente faça visitas periódicas ao seu dentista para acompanhar sua saúde bucal.

Veja como agir em alguns casos abaixo:

  • Quando o paciente é uma criança: é indicado que pacientes infanto juvenis compareçam ao dentista no mínimo uma vez a cada seis meses. Isso porque eles se encontram em fase de desenvolvimento, momento em que a dentição precisa de mais atenção e que tem mais probabilidades de sofrer com cáries;
  • Quando o paciente é fumante: o cigarro é responsável pela deterioração das estruturas gengivais e pode causar sérios danos aos demais componentes orais. Assim, pacientes fumantes devem ir regularmente ao dentista, num intervalo de seis meses a um ano, e ficar atentos à higiene bucal;
  • Adultos com muitas obturações e/ou doenças periodontais: para que o dentista possa realizar o monitoramento de perda óssea e de possíveis cáries, esse paciente deve comparecer num período de seis meses a um ano no consultório;
  • Pessoas saudáveis: para pessoas que não têm histórico de enfermidades e nem vícios prejudiciais à saúde bucal, os exames radiográficos podem ser solicitados a cada dois anos. Entretanto, esse período dependerá também da higiene bucal realizada por esse paciente.

F.A.Q

Quais os tipos de radiografia odontológica?

Os principais tipos de radiografia odontológica são: panorâmica, oclusal, tomografia computadorizada, sialografia, interproximal e projeção cefalométrica.

Quais os tipos de radiografias?

De forma geral, existem radiografias para todas as áreas do corpo. Assim, algumas delas são: convencionais, contrastadas, de abdome, tórax, coluna, face, ossos, crânio, entre outras.

Quais são os 2 tipos de filmes radiográficos utilizados na radiologia odontológica?

São eles os filmes intraorais, responsáveis por produzir imagens do interior da boca, e os extraorais, situados no exterior da boca do paciente.

Qual a radiografia mais solicitada na radiografia odontológica?

As radiografias intraorais, capazes de detectar cáries, são os exames de imagens mais solicitados para o tratamento de pacientes odontológicos.

Foto de Ademar Junior

O Autor

Ademar Junior

Administrador. Mestrando em administração. MBA em gestão empresarial. Especialista de Produtos da área de Imagem na Alliage.

Veja mais de "Ademar Junior" >

Leia também: