Sensor radiográfico: o que é e como funciona essa tecnologia

Sensor radiográfico: o que é e como funciona essa tecnologia

08/11/2022 - Por: Ademar Junior

O sensor radiográfico é uma tecnologia que vem ganhando grande espaço na área da saúde, principalmente na odontologia.

Os cirurgiões-dentistas são profissionais que estão sempre a procura por equipamentos modernos e tecnológicos para os auxiliarem nos diagnósticos diferenciais e na tomada de decisões relacionadas com os tratamentos dos pacientes.

Os sensores radiográficos digitais são uma realidade em muitas clínicas e consultórios odontológicos e os profissionais que utilizam esse tipo de aparelho ganham muitos benefícios com seus pacientes, pois fidelizam e conquistam um público cada vez maior.

Como escolher um bom sensor

Escolher um bom sensor radiográfico é uma tarefa complicada visto que existem muitos modelos e marcas no mercado. Entretanto, você deve se nortear baseado em alguns fatores como sustentabilidade, qualidade das imagens, redução da radiação para os profissionais e pacientes e muito mais.

No geral, as imagens obtidas através dos sensores radiográficos são de excelente qualidade, o que possibilita uma margem de erro muito pequena em relação aos diagnósticos realizados.

Nesse artigo vamos aprender um pouco mais sobre os sensores radiográficos e conhecer todas as vantagens dessa nova tecnologia que tem conquistado cada vez mais profissionais.

O que é a radiografia digital?

A radiologia é usada há muitos anos para diagnosticar pacientes e as imagens são usadas para chegar a diagnósticos precisos e diferenciais. Além disso, as imagens ajudam os profissionais a tomarem decisões inteligentes sobre os tratamentos dos pacientes.

Os equipamentos usados na radiologia têm se tornado cada vez mais modernos e a qualidade das imagens também tem melhorado significativamente nos últimos anos.

Além de serem equipamentos de alta precisão, eles também são capazes de gerar imagens muito nítidas e precisas, que retratam com perfeição a realidade de cada paciente.

Como é a qualidade das fotos do aparelho?

Os sensores radiográficos digitais são um tipo de aparelho sustentável, com imagens boas e muito realistas. Vale lembrar ainda que esse novo conceito de exames vem ganhando grande destaque no mundo e é uma excelente alternativa para a radiografia analógica.

A radiografia analógica, faz uso de filmes radiográficos para a obtenção das imagens. Já as radiografias digitais são capazes de gerar imagens mais precisas e nítidas sem o uso dos filmes, pois usam apenas sensores digitais odontológicos que são responsáveis por captar os feixes de raio-x e emitir as imagens para um dispositivo eletrônico, geralmente um computador.

Sensor radiográfico

Atualmente existem duas formas de radiografias, a indireta e a direta. Veja a seguir as características de cada uma delas:

– Radiografia indireta:

A Radiologia Digital Indireta também chamada de CR são todos os equipamentos que possuem um chassi para receber uma placa de fósforo digital sensível a radiação, onde as imagens são digitalizadas.

Após emitir os raios x, essa placa recebe a imagem e para visualizá-la você precisa de um leitor específico. Após passar pelo leitor, as imagens são enviadas para o computador.

De forma resumida, a radiografia indireta ainda é analógica, mas pode ser digitalizada através de um scanner intraoral. Após a imagem ser digitalizada ela ainda pode ser alterada no computador para melhor avaliação.

Vantagens e desvantagens

Uma grande desvantagem das radiografias indiretas são as altas doses de radiação quando comparadas às outras. Já em relação às vantagens das radiografias indiretas podemos citar as seguintes:

  • Custo relativamente baixo de instalação, por isso muitos profissionais optam por começar o uso das radiografias digitais com os modelos indiretos.
  • Compatível com quase todos os sistemas de radiografias analógicas convencionais.
  • Possui inúmeras gavetas que possibilitam o uso de tamanhos diferentes de detectores. Essa variedade é ideal para combinar procedimentos e aumentar a flexibilidade do posicionamento.

– Radiografia direta

A Radiologia Digital Direta também chamada de DR é semelhante à anterior, porém dispensa o uso das placas de fósforo e do leitor. Dessa forma, as imagens são enviadas diretamente para os computadores e nada de analógico é visto nesse tipo de radiografia.

Os raios x das radiografias diretas são capturados por uma placa de circuitos sensíveis à radiação, que gera automaticamente a imagem e a envia diretamente para o computador.

Além disso, esse tipo de tecnologia possui radiação muito menor, o que o torna ainda mais preciso e seguro para os profissionais e os pacientes.

– Sistema PACS

O Sistema de Comunicação e Arquivamento de Imagens é um tipo de tecnologia capaz de armazenar e organizar imagens dos pacientes, facilitando a gestão entre os setores de uma clínica ou consultório odontológico.

De um modo geral, o sistema PACS é importante pois com ele é possível armazenar todas as radiografias dos pacientes sem a necessidade de um espaço físico específico.

O que é um sensor radiográfico?

O sensor radiográfico é um equipamento que substitui os filmes radiográficos e captura imagens digitais com mais facilidade, precisão e rapidez.

As excelentes tecnologias usadas nos sensores radiográficos são capazes de capturar imagens de excelente qualidade e economizar tempo e dinheiro dos profissionais e dos pacientes.

Sensores radiográficos digitais

Ao usar os sensores radiográficos digitais, os profissionais ganham mais tempo e qualidade em seus exames de imagens e com isso podem elaborar diagnósticos mais precisos.

Como mencionado, os sensores radiográficos digitais são posicionados na boca do paciente e quando o aparelho é ativado, as imagens são capturadas e enviadas diretamente para as telas dos computadores conectados.

Vale a pena ter um sensor radiográfico digital?

Ter um sensor radiográfico digital é muito importante para a rotina diária de um cirurgião-dentista, pois o ajuda a entender melhor as especificidades de cada paciente.

Além disso, as clínicas e consultórios que tem os sensores radiográficos digitais são capazes de economizar tempo, espaço e dinheiro, pois é possível encontrar tudo que precisa em um único aparelho.

Vantagens

Outro fator positivo que é possível notar o quanto o investimento vale a pena, é o fato dos sensores radiográficos dispensarem o uso de filmes radiográficos, ou seja, você não precisa de espaço físico para guardar as imagens dos pacientes e ainda reduz significativamente a radiação por cada exame realizado.

Com o uso do sensor radiográfico digital, sua clínica ou consultório se torna mais rápida na elaboração dos diagnósticos e as imagens possuem mais qualidade e precisão, o que faz com que os pacientes tenham mais confiança nos profissionais.

F.A.Q

Como funciona o sensor radiográfico?

O sensor radiográfico funciona de maneira semelhante ao modelo analógico, porém dispensa o uso dos filmes radiográficos. Nesse modelo de radiografia, os feixes de raio x são emitidos e capturados pelos sensores e a imagem é enviada diretamente para a tela do computador.

Qual o melhor sensor radiográfico?

Existem muitos tipos de sensores radiográficos disponíveis no mercado. Entretanto, os modelos disponíveis no site da Saevo são os mais recomendados pelos profissionais cirurgiões-dentistas.

Foto de Ademar Junior

O Autor

Ademar Junior

Administrador. Mestrando em administração. MBA em gestão empresarial. Especialista de Produtos da área de Imagem na Alliage.

Veja mais de "Ademar Junior" >

Leia também: