Ponta do ultrassom: conheça os tipos e usos mais comuns

Ponta do ultrassom: conheça os tipos e usos mais comuns

22/11/2022 - Por: Samara Sampaio

Sendo parte essencial de um aparelho de ultrassom e usada na remoção do cálculo dental, a ponta do ultrassom é um instrumento versátil, cada vez mais presente nos tratamentos mais diversos de odontologia.

Conheça abaixo os tipos e aplicações mais comuns desse equipamento nos tratamentos dentais, e entenda quais pontas usar em cada situação.

Quais são as pontas de ultrassom?

Apesar de ser usada com frequência em tratamentos de periodontia, como a remoção de tártaro, a ponta do ultrassom pode ser encontrada nos mais diversos formatos e tipos, com usos tão variados quanto.

Esses equipamentos fazem parte da caneta e do aparelho de ultrassom como um todo e variam em forma, tamanho e uso conforme a aplicação e tratamento realizado, com aplicações que cobrem as necessidades de diferentes áreas da Odontologia.

Por conta disso, cada tipo de ponta do ultrassom é criado para realizar funções e tratamentos específicos, podendo ser usados na remoção do cálculo dental, nos tratamentos de endodontia, nos tratamentos retrógrados de raiz, entre outros.

Tipos de pontas do ultrassom

Variando conforme o uso, os modelos de ponta de ultrassom são encontrados em 7 tipos mais utilizados.

São eles:

  • Pontas para destartarização;
  • Pontas periodontais;
  • Pontas de endodontia;
  • Pontas para micropreparação;
  • Pontas para tratamento retrógrado da raiz;
  • Pontas para implantodontia;
  • Pontas para próteses.

Vale ressaltar, que cada tipo de ponta do ultrassom é utilizado e criado tendo em vista a função a ser exercida no tratamento em questão, que é geralmente para substituir equipamentos manuais que também cumprem as mesmas funções.

Pontas de destartarização

A ponta de ultrassom de destartarização é talvez a mais comum dentre todas as ponta do ultrassom utilizadas por um dentista.

Usadas para remover o cálculo dental, também conhecido como tártaro, elas são desenhadas para quebrar as placas endurecidas e proporcionar uma remoção eficaz e minuciosa dessas placas, com formato curvo e levemente comprido.

Pontas periodontais

Assim como acontece com as pontas para remoção de tártaro, a ponta periodontal também é utilizada para o tratamento de cálculo, sendo mais específica para a região subgengival, onde o tratamento com as pontas comuns pode não ser suficiente.

Essas pontas possuem um formato semelhante a uma cureta manual, já que, em teoria, cumprem a mesma função deste equipamento.

Pontas de endodontia

A ponta de ultrassom de endodontia, como o nome revela, é o tipo de inserto utilizado nos tratamentos endodônticos convencionais, podendo ajudar no preparo e limpeza dos canais radiculares e na remoção de instrumentos fraturados nos canais.

Por serem usadas em um tratamento minucioso, são mais longas e finas, perfeitas para esse tipo de função.

Pontas para micropreparação

As pontas para micropreparação, ou ponta do ultrassom de micropreparo, são aquelas usadas para preparações das cavidades dentais em um trabalho cavitário.

Tendo um formato semelhante às brocas usadas nesse tratamento, essa ponta do ultrassom costuma ser diamantada, com um formato particular, o que permite o acesso às áreas tratadas com muito mais facilidade.

Pontas para tratamento retrógrado da raiz

Com esse tipo de ponta do ultrassom, as práticas realizadas em apicectomias retrógradas e tratamento retrógrado de raiz são feitas com maior facilidade e acessibilidade ao local de preparação.

Também podem ser utilizadas na limpeza de canais radiculares, e têm um formato que lembra as limas utilizadas para a mesma função.

Pontas para implantodontia

A ponta de ultrassom para implantodontia é um modelo eficaz nas limpezas de implantes e restaurações metálicas e cerâmicas, sendo usado em procedimentos que exigem um tratamento suave.

Essas pontas, feitas com revestimento de plástico, também facilitam o tratamento em regiões mais sensíveis da boca.

Pontas para próteses

Por fim, temos a ponta de ultrassom para próteses.

Perfeitas para aplicação de próteses pequenas e grandes, essas pontas também podem ser usadas na remoção de próteses dentárias e até mesmo serem usadas nos tratamentos de periodontia e endodontia.

Por terem um design mais sólido e robusto, essas peças são perfeitas para a remoção de coroas e pinos intraradiculares, facilitando o processo de extração sem que elas sejam seccionadas.

Conhecendo todos os tipos de pontas à disposição, cabe à cada dentista decidir quando e qual usar nos tratamentos odontológicos, facilitando todo o processo e eliminando qualquer desconforto bucal que possa ser sentido pelos pacientes.

 

Foto de Samara Sampaio

O Autor

Samara Sampaio

Cirurgiã-dentista e mestre em ciências odontológicas (UNIFAL-MG). Especialista de Produtos da área de peças de mão e periféricos na Alliage.

Veja mais de "Samara Sampaio" >

Leia também: