O que faz um cirurgião-dentista? entenda a profissão

O que faz um cirurgião-dentista? entenda a profissão

21/10/2022 - Por: Cassiano Pires

Se você está procurando quais as funções do cirurgião-dentista e suas competências, podemos resumir da seguinte forma.

Cabe ao cirurgião-dentista a responsabilidade de avaliar a real situação do paciente, a detecção de possíveis problemas, desenvolver e promover a prevenção, realizar intervenções sem desprezar o caráter estético do procedimento.

É responsabilidade também do cirurgião-dentista, a busca do melhor tratamento possível, seja em caráter de qualidade, estética e segurança, aos pacientes que adquirem seus serviços.

Na área da odontologia, a profissão de cirurgião-dentista é considerada fundamental e de primeira importância para a prática odontológica.

O profissional da Odontologia formado como cirurgião dentista, é responsável por realizar procedimentos importantes a fim de promover a saúde bucal.

Fica a cargo do cirurgião-dentista a manutenção da saúde do sistema estomatognático, composto por ossos da face, maxilar, boca e estruturas associadas e essas regiões do corpo do paciente.

Formação do cirurgião dentista

cirurgiao dentista
imagem: freepik

Para se tornar um cirurgião dentista e poder exercer essa profissão e prestar serviços à população, os seguintes quesitos devem ser atendidos:

  • Graduação em odontologia curso integral que varia de 4 a 5 anos;
  • Não é aceito curso EAD (Educação a Distância);
  • Após formado deve-se registar ao Conselho Regional de Odontologia(CRO).

Após atender a esses requisitos básicos e obrigatórios, o cirurgião-dentista está apto a realizar funções como clínico geral.

Essas funções são a realização de limpezas, fluorterapia, restaurações, obturações em geral, além da identificação de problemas bucais, prevenção e diagnóstico.

Porém o campo da odontologia é vasto, e o cirurgião dentista pode optar entre inúmeras especializações, podendo atuar nas áreas da cirurgia buco-maxilo-facial, Odontologia Estética, odontopediatria, periodontia e muitas outras especialidades que veremos a seguir.

O que faz um cirurgião dentista?

Como vimos anteriormente o cirurgião dentista pode atuar em várias áreas da Odontologia, desde a clínica geral passando para as especialidades de caráter mais específico.

O profissional cirurgião dentista tem a capacitação para indicar e produzir aparelhos odontológicos para fins corretivos e estéticos.

A realização de implantes dentários, harmonização facial e até a aplicação de botox pode ser feita pelo cirurgião-dentista, sendo esses dois últimos procedimentos regulamentados por lei.

O cirurgião-dentista é capacitado para realizar desde remoção de cáries, extração de dentes, realizar cirurgias corretivas e atuar no tratamento do câncer de boca.

Agora vamos surpreender você, e dizer que o cirurgião-dentista pode atuar em mais de uma dúzia de áreas diferentes, vamos aqui elencar as 10 principais especializações para a atuação do profissional cirurgião dentista:

1. Odontopediatria

Nessa especialidade o cirurgião dentista irá prestar atendimento a crianças e menores de idade, cabe ao profissional fazer uso de procedimentos lúdicos a fim de melhorar a qualidade do serviço prestado e esse tipo de público e entretê-los durante os procedimentos, a fim de minimizar o medo e facilitar o processo.

Essa área da Odontologia a Odontopediatria tem a peculiaridade de prestar atendimento a bebês e crianças com dentes de leite.

2. Implantodontia

Essa área é responsável pela colocação de implantes, é uma das especialidades mais evoluídas da odontologia, servindo de várias técnicas e produtos de alta tecnologia.

Cabe ao cirurgião-dentista especializado na área de implantodontia, a realização de enxerto ósseo, além do desenvolvimento que tem por objetivo a melhora da estética do paciente.

3. Cirurgia bucomaxilofacial

O cirurgião-dentista que se dedica e essa especialidade odontológicas presta esse serviços em ambulatórios e hospitais, esses procedimentos não são realizados em clínicas ou consultórios, devido ao maior risco envolvido e a necessidade de um suporte mais adequado e robusto.

O cirurgião-dentista especializado em cirurgias bucomaxilofaciais, pode realizar procedimentos para tratar:

  • Malformações congênitas;
  • Lesões e fraturas;
  • Tumores e cânceres;
  • Reconstrução facial;
  • Traumas faciais.

O cirurgião-dentista buco maxilo facial realiza também cirurgias no pescoço, quando necessárias para corrigir problemas do aparelho bucal.

4. Ortodontia

Sendo a ortodontia a área mais conhecida e requisitada pelos pacientes, ela envolve o tratamento que fazem o uso de aparelhos ortodônticos desde os aparelhos móveis ou os aparelhos fixos.

Essa é a especialidade Odontologia mais requisitada pelos brasileiros e é uma ótima área de atuação para o profissional cirurgião-dentista.

Seja pela empregabilidade como também pelos ganhos propriamente ditos.

O papel do cirurgião-dentista especializado em Ortodontia é, corrigir problemas que envolvem o correto posicionamento dos dentes, seja de forma corretiva ou preventiva.

A Ortodontia é um segmento da odontologia que está em constante aprimoramento e evolução tecnológica, cabe ao cirurgião-dentista optar por segui-la um grande comprometimento no estudo e aplicação constante de novas técnicas e uso de novos materiais.

5. Odontogeriatria

O cirurgião-dentista que escolher ser um especialista em Odontogeriatria, é o responsável por promover a saúde bucal de pacientes idosos.

A Odontogeriatria tem por princípios garantir um envelhecimento seguro quando o assunto é a saúde bucal da “melhor idade” e para isso o cirurgião-dentista deve se atentar para alguns fatores de risco.

Definimos aqui com fatores de risco, possíveis doenças que acometem essa faixa etária da população e que podem direta ou indiretamente, causar complicações à saúde bucal e dificultar os tratamentos realizados. Podemos citar:

  • Problemas vasculares;
  • Perda de dentes;
  • Diabetes;
  • Osteoporose;
  • Perda da tonicidade na língua.

Fica sob a responsabilidade do cirurgião-dentista especializado em Odontogeriatria a promoção de tratamentos de caráter curativos quanto paliativos aos pacientes idosos, aumentando assim sua qualidade de vida.

6. Endodontia

Chamamos de endodontista o cirurgião-dentista capacitado para tratar as raízes dos dentes e nervos adjacentes.

Esse profissional da Odontologia que realiza cirurgias de canal, além de reparar fraturas e traumas dentários.

A Endodontia pode ser considerada uma área da Odontologia que deve ser tratada com muita atenção por parte do cirurgião dentista.

Essa especialidade trata pacientes que sofrem com dores severas, além de lidar com alto risco a vida do paciente, pois os tecidos envolvidos nesses procedimentos podem sofrer infecções bacterianas facilmente.

7. Radiologia odontológica e imaginologia

O cirurgião-dentista que optar pela atuação nesta área da odontologia irá se especializar em realizar exames de imagens radiológicas.

Essa análise de imagens da anatomia da face, dá ao profissional a capacidade de diagnóstico bem como um ponto de partida para se definir um tratamento corretivo ou cirurgia quando necessária.

A Radiologia odontológica e imaginologia é uma especialidade de grande valor na odontologia pois diversas outras especialidades fazem uso dela para complementar baterias de exames, conclusão de diagnósticos e definição de possíveis tratamentos.

8. Periodontia

Cuidar das gengivas, essa é a especialidade do cirurgião-dentista que opta pela Periodontia.

Esse profissional tem a capacidade de diagnosticar e tratar problemas relacionados a gengiva, placa bacteriana e periodontite.

Cuida também do “cemento” , um tecido que recobre a raiz do dente e faz a ligação dos ossos da cavidade bucal.

9. Odontologia Estética

Acompanhando a tendência do mercado da estética em geral a Odontologia estética ganha cada vez mais destaque e glamour. Essa área recebe cada vez mais clientes em busca de melhorias de caráter estético ou de saúde propriamente dito.

O cirurgião-dentista especializado em Odontologia estética pode realizar os seguintes procedimentos:

  • Restauração dentária;
  • Clareamento dental;
  • Aplicação de toxina botulínica nos lábios (botox);
  • Plástica gengival;
  • Plástica nas bochechas ou bichectomia.

A possibilidade de melhorar a autoestima do paciente é um fator que impulsiona a procura por esta especialidade odontológica!

10. Cirurgia e Traumatologia

Essa é uma especialidade odontológica de âmbito hospitalar, o cirurgião-dentista que se qualificar nesta área se depara com cirurgias simples, extrações de siso e tratamento de pequenas lesões.

Agora que você conhece as 10 principais áreas de atuação do cirurgião dentista, tenho uma pergunta para você.

Todo dentista é cirurgião?

Podemos afirmar que tanto o dentista e o cirurgião-dentista são graduados em Odontologia.

Mas existem várias diferenças entre os serviços que eles podem oferecer.

Podemos fazer a comparação do dentista com o clínico geral, sua atuação é generalista e imediata, podendo realizar os seguintes procedimentos:

  • Aplicação de flúor;
  • Remoção de tártaro;
  • Tratamento de cáries;
  • Cuidados com as gengivas;
  • Limpeza básica dos dentes.

Podemos afirmar que o que diferencia o dentista do cirurgião-dentista é que este último se especializou em determinadas áreas e tem a capacidade de realizar procedimentos que envolvem intervenções cirúrgicas.

Esses procedimentos realizados pelo cirurgião-dentista podem ser resumidos nas seguintes classes:

  • Extração de dentes;
  • Cirurgias estéticas,
  • Procedimentos emergenciais na boca;
  • Implantes de próteses;
  • Tratamento de cânceres de boca.

Sabendo disso, o que diferencia um dentista de um cirurgião-dentista é a capacidade que o cirurgião dentista tem de realizar procedimentos mais complexos e que carecem de intervenções cirúrgicas.

Enquanto que o dentista se concentra em procedimentos de caráter geral e menos invasivos.

Como se tornar um cirurgião-dentista?

Como foi apurado no texto acima, o candidato a se tornar um cirurgião-dentista deve terminar o curso de graduação em Odontologia e se registar do CRO do seu estado.

O dentista deve escolher uma especialização para se graduar como cirurgião-dentista na área escolhida, acima citamos as 10 principais especialidade da Odontologia que o dentista pode escolher.

Lembramos aqui, que a graduação em Odontologia já dá o título de cirurgião-dentista ao formando, mas a especialização em determinada área da Odontologia abre um leque muito maior de possibilidades para o profissional.

Os cursos lato sensu de especialização tem uma duração que varia de 18 a 24 meses e capacitam o profissional da Odontologia a atuar como cirurgião-dentista especializado na área que ele escolheu.

Uma boa estratégia para diversificar seu currículo e ampliar a sua capacidade de se empregar, e consequentemente atingir salários maiores é ter no mínimo duas especializações, além de um constante estudo e aprimoramento na área escolhida.

Fazendo isso o cirurgião-dentista irá se diferenciar no mercado de trabalho e se aprimorar como profissional da odontologia.

Quais aparelhos o cirurgião-dentista tem na clínica?

Quando o cirurgião-dentista escolhe clinicar, ou seja, abrir sua própria clínica, ele necessariamente precisa adquirir aparelhos e equipamentos básicos para exercer a profissão de forma adequada e com qualidade para o paciente.

Podemos afirmar que os equipamentos odontológicos tem um grande peso financeiro, quando o cirurgião-dentista se propõe a montar sua clínica ou consultório odontológico.

Trata-se de um investimento inicial indispensável e independente ao tipo de serviço que será prestado.

Porém a escolha desses equipamentos está diretamente ligada a especialidade na qual o cirurgião-dentista se formou e irá atuar.

A especialidade escolhida pelo cirurgião-dentista impactará diretamente nos equipamentos necessários e no valor final do investimento.

A troca e a manutenção desses equipamentos deve ser somada ao planejamento financeiro da clínica, a fim de evitar surpresas e desvio de recursos monetários devido a um imprevisto como quebra ou mesmo a manutenção de rotina dos equipamentos.

Para lhe ajudar a ter um direcionamento para a montagem inicial da sua clínica odontológica e auxiliar o cirurgião-dentista que quer empreender, elencamos aqui os 8 principais equipamentos importantes e que toda clínica odontológica deve possuir.

Lembramos aqui que esses equipamentos podem variar de acordo com a especialidade escolhida pelo cirurgião-dentista.

Vamos lá?

A cadeira odontológica

A cadeira odontológica é responsável direta pela boa experiência do paciente, ele deve ser confortável e com um design moderno e sofisticado, afinal ela é a peça que mais vai ter contato e participar da experiência do paciente.

Existem hoje várias opções no mercado, desde as mais básicas, até as mais avançadas e modernas e algumas cadeiras odontológicas possuem kit multimídia incluso.

Mas seu foco na escolha da cadeira odontológica deve estar no conforto do seu paciente.

Dica muito importante: Além de ser confortável para o paciente, a cadeira odontológica deve ser prática e ergonômica para o cirurgião-dentista, não atrapalhar seu trabalho e garantir a segurança do paciente.

Pedal de comando

Apesar de algumas cadeiras odontológicas já terem o pedal incluso, outros modelos fazem necessário a aquisição do pedal de comando.

O pedal de comando tem por função complementar a cadeira odontológica, será através dele que serão acionadas algumas funções da cadeira e a potência dos instrumentos.

Durante a escolha do pedal, o cirurgião dentista deve escolher um pedal que facilite a realização de comandos, seja adequado ao seu porte físico e com isso ele ganhará agilidade durante os procedimentos.

Mesa de equipamentos

Geralmente a mesa de equipo, é um complementar a cadeira odontológica.

Sua função básica é de prestar suporte, apoiando as seringas, bandejas e mangueiras.

Ela deve possuir encaixes específicos para as peças que serão utilizadas pelo cirurgião-dentista.

Compressor odontológico.

O compressor de ar é essencial para o funcionamento dos seguintes equipamentos que o cirurgião dentista fará uso.

Fornece ar comprimido ao jato de profilaxia, aciona o micro motor e participa do funcionamento do sugador.

Um local reservado exclusivamente ao compressor de ar deve ser preparado, a fim de evitar contaminações, geralmente um espaço designado somente para esse equipamento, é afastado da área da clínica, onde há funcionários e pacientes.

O ar fornecido pelo compressor odontológico deve estar seco e puro, para isso são utilizados filtros especiais para reter umidade, partículas e microorganismos.

Sempre dê preferência a compressores odontológicos sem óleo para minimizar riscos de contaminação.

Fotopolimerizador

Esse equipamento transforma a resina odontológica em uma resina sólida, o fotopolimerizador é utilizado para realizar colagem de brackets, fazer restaurações e outros procedimentos que fazem uso de resina fotopolimerizável.

O Fotopolimerizador, deve ser um dos primeiros equipamentos a ser adquirido, tamanha é a sua importância no consultório odontológico.

Estão disponíveis no mercado várias marcas e modelos de fotopolimerizados, e as faixas de preço acompanham essas variações, cabe ao cirurgião dentista escolher o equipamento mais adequado a sua demanda e poder aquisitivo.

Dica útil: Para o correto funcionamento do fotopolimerizador o cirurgião dentista deve manter sua ponteira sempre limpa e livre de resíduos de resina, para isso deve-se evitar tocar com a ponteira diretamente no substrato em que se está trabalhando. isso aumenta a qualidade do serviço prestado e aumenta a vida útil do seu fotopolimerizador.

Autoclave

O cirurgião-dentista fará uso da autoclave para realizar a esterilização dos instrumentos, apesar do uso de estufas para este fim seja disseminado pela classe.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA, a autoclave se mostra mais eficiente no processo de esterilização quando comparada a estufa.

Então para evitar contaminações e risco ao seu paciente, opte pela autoclave, assim sua clínica odontológica ficará longe de problemas e o serviço prestado pelo cirurgião-dentista mais seguro e de maior qualidade.

Aparelho de raios-X odontológico

A aplicação do aparelho de raios-x odontológico na sua clínica será muito efetiva e útil, por ter um baixo custo e poder obter diagnósticos mais precisos, esse equipamento deve ser cogitado para equipar a clínica do cirurgião-dentista.

O aparelho de raios-x odontológico é muito útil em endodontia, restaurações e outros procedimentos que carecem de uma avaliação por imagem.

Jato de bicarbonato / Caneta de Ultrassom

Caso sua clínica odontológica ofereça especialidades da odontologia estética, bem como serviços de endodontia e periodontia, o jato de bicarbonato é indispensável.

O jato de bicarbonato é utilizado pelo cirurgião-dentista para fins de profilaxia, como remover placa bacteriana, e manchas.

Também é utilizado para preparar as cavidades dos dentes, durante procedimentos de restauração, bem como remoção de pinos e coroas.

Podemos definir a função da caneta de ultrassom em realizar a limpeza do canal radicular, remoção de tártaro da região interdental e supragengival, remover pinos, alargamento de canais calcificados, limpar canale e limpeza dos tecidos cariados em regiões interdentais.

Na prática dentística e próteses, são utilizadas para condensar a málgama e retirar coroas e pinos.

Com toda essa informação agora você cirurgião-dentista deve estar um passo mais próximo de abrir sua clínica odontológica e se tornar um profissional da Odontologia mais capacitado e atento às tendências.

Lembramos aqui que a escolha dos equipamentos odontológicos para a sua clínica, está diretamente ligada a especialidade na qual o cirurgião dentista se especializou, podendo esses equipamentos variar em ordem e número.

Como complemento, vamos falar sobre algumas curiosidades sobre a Odontologia que talvez você não saiba:

  • A escova de dentes mais antiga data de 3 mil anos a.C.
  • As primeiras faculdades de Odontologia no Brasil datam do século 19.
  • O curso de Odontologia está entre os mais procurados por estudantes.
  • O prêmio de maior dente humano já foi de um brasileiro.
  • Os dentes têm tudo para serem considerados ossos, mas não são.
  • A parte mais dura do corpo humano são os dentes.
  • A cárie parece inocente, mas só parece.

Esperamos que este conteúdo tenha sido de grande valor para você, e que a profissão de cirurgião-dentista tenha sido esclarecida da melhor maneira possível.

 

 

 

Foto de Cassiano Pires

O Autor

Cassiano Pires

Cirurgião-dentista, mestre e doutorando em Endodontia (FORP-USP). Especialista em Radiologia e Imaginologia (AORP). Especialista de Produtos da área de Imagem na Alliage.

Veja mais de "Cassiano Pires" >

Leia também: