Cárie entre os dentes: o que é e como tratar

Cárie entre os dentes: o que é e como tratar

16/09/2022 - Por: Alliage

Ter cárie entre os dentes pode gerar um grande desconforto para o detentor desta enfermidade. Assim, além do incômodo estético, existe a dor física que é constante e dificulta a alimentação.

Mas uma ótima notícia é que, para aqueles que procuram um profissional especializado logo no início, o tratamento é rápido e prático, além de contar com um preço justo e que cabe no bolso.

Então, se você quer saber um pouco mais, este artigo disponibiliza as principais informações a respeito da cárie e de como lidar com ela no cotidiano.

O que é cárie?

A cárie é uma enfermidade causada pela placa bacteriana que existe na boca. Ela ocorre devido aos ácidos que essas bactérias produzem e que corroem o esmalte do dente, causando perfurações que resultam em mau cheiro, manchas e dores agudas.

O acometimento da cárie pode gerar uma série de problemas graves, o que pode resultar na perda do dente e em tratamento de canal.

Veja abaixo as principais fases da cárie na boca humana:

  1. Primeiramente, a cárie aparece de forma superficial, sem necessariamente atingir o esmalte do dente;
  2. No segundo estágio, a cárie está mais agressiva, passando a atingir o esmalte do dente e exigindo restauração;
  3. O terceiro estágio mostra um avanço preocupante, pois é quando a cárie chega a uma região conhecida “dentina” que é um tecido celular vivo, presente logo abaixo do esmalte. Com a chegada a este tecido, a cárie provoca dores intensas no paciente;
  4. Por fim, a cárie atinge a polpa, estágio que pode propiciar uma infecção capaz de atingir tanto a raiz do dente quanto o osso da mandíbula.

Ao conhecer as fases da cárie, percebemos como ela pode ser perigosa para a saúde da boca como um todo, e que no início, a mesma tem uma ação silenciosa que pode passar despercebida pelo enfermo.

Por isso, é importante estar atento aos cuidados com os dentes!

O que é a cárie entre os dentes?

Cárie entre os dentes ou cárie interproximal é o desgaste ocasionado por bactérias da placa lingual que desgastam o esmalte dos dentes na região em que se encontram.

De tal forma que esta enfermidade é uma das mais perigosas, já que a maior parte das pessoas possuem dentes muito próximos, o que dificulta a visualização de seu  aparecimento.

Quais as causas da cárie entre os dentes?

O maior motivo do surgimento da cárie interproximal (entre os dentes) é o acúmulo de restos de comida, que acontece por causa da má escovação ou falta do uso de fio dental.

Esse acúmulo se torna ainda mais perigoso para aquelas pessoas que comem alimentos açucarados.

Isso porque, o açúcar é fermentado pelas bactérias presentes na placa bacteriana da boca humana, processo que resulta na produção de substâncias ácidas que irão dissolver o esmalte que protege os dentes.

O processo de erosão ácida, esse desgaste do esmalte dos dentes, propicia o surgimento de cárie entre os dentes e pode ocorrer devido a alimentos que possuem acidez em sua composição. Confira uma lista com alguns desses alimentos:

  • Vinagre;
  • Limão;
  • Frutas cítricas;
  • Vinho;
  • Refrigerantes;
  • Álcool, entre outros.

Em suma, é importante salientar que tais alimentos não são vilões quando consumidos em quantidade adequada. Além disso, a escovação e cuidados com os dentes fazem com que a interferência desses alimentos diminua drasticamente os danos à nossa saúde bucal.

Como identificar a cárie entre os dentes?

O método mais adequado para diagnosticar a cárie entre os dentes é o raio-x. Isso porque, na maioria dos casos, o processo de identificação da cárie não pode ser realizado a olho nu, pois se localiza em uma área de difícil acesso, o que a faz passar despercebida por um bom tempo.

Infelizmente, aqueles pacientes que não têm uma rotina de ida ao dentista, costumam descobrir que possuem cárie interproximal apenas quando sentem dor, o que gera uma alerta para a gravidade da situação.

Assim, o conselho dado pelos profissionais da área é que o paciente vá ao consultório odontológico com certa periodicidade, além de caprichar nos cuidados com os dentes.

Qual radiografia é utilizada para verificar cárie entre os dentes?

O tipo de radiografia para os casos de cárie entre os dentes é chamado de raio-x interproximal ou raio-x bitewing.

Esse tipo de imagem captura a estrutura das coroas de 2 a 3 dentes, podendo ser direcionada para a arcada inferior ou superior.

Com o avanço da tecnologia de exames por imagem, o raio-x se tornou cada vez mais preciso, com imagens detalhadas para que os dentistas possam avaliar a estrutura do dente e descobrir se existem ou não cáries presentes entre eles.

Assim, caso o diagnóstico seja positivo para cárie interproximal, o paciente é encaminhado para o tratamento adequado em função do grau de evolução desta enfermidade.

Como tratar cárie entre os dentes?

carie
imagem: pexels Sora Shimazaki

O tratamento de cárie entre os dentes leva em consideração o grau de acometimento da enfermidade. Assim, para os casos superficiais, os profissionais realizam a raspagem com uma broca odontológica própria para este procedimento.

Em seguida, o dente é restaurado com material adequado, que na maioria dos casos é a resina composta.

Já nos casos em que a cárie está avançada, atingindo a núcleo do dente, o especialista deverá realizar um tratamento de canal.

Nesse caso é realizado um procedimento de retirada de parte da polpa do dente e selagem do canal radicular que foi acometido pela cárie. Então o dente será preenchido com resina e moldado para adquirir um aspecto saudável e harmônico.

Posso perder o dente acometido por cárie interproximal?

Infelizmente isso pode ocorrer! Principalmente nos casos em que a cárie já atingiu a polpa do dente e está causando estragos na coroa a muito tempo.

Por mais que o especialista tente salvar a coroa, algumas delas apresentam um comprometimento tão grande que precisam ser completamente retiradas. Ainda assim, o tratamento de canal tende a preservar a raiz dos dentes para evitar maiores danos à estrutura do maxilar.

Em contrapartida, existem as próteses dentárias, em que a coroa extraída pode ser substituída por uma peça personalizada, semelhante a coroa perdida pelo acometimento da cárie interproximal.

Como evitar a cárie entre os dentes?

As melhores formas de evitar a cárie entre os dentes estão dentro de nossa própria casa. Nesse sentido, são cuidados que devemos ter no dia a dia:

  • Evitar o alto consumo de açúcares;
  • Evitar o consumo de alimentos cítricos;
  • Usar o fio dental de forma efetiva;
  • Escovar os dentes após as refeições;
  • Realizar visitas periódicas a consultórios odontológicos de sua confiança.

Todos esses cuidados funcionam de forma preventiva, ou seja, com o objetivo de impedir que a cárie se instale no dente. Mas se esses cuidados passaram despercebidos, o ideal é que o paciente vá a um dentista rapidamente e comece o quanto antes a implementá-los no seu dia a dia.

Visitas regulares ao dentista

Visitas regulares ao dentista ajudam a prevenir possíveis enfermidades, incluindo a formação de cárie entre os dentes.

Desse modo, o dentista de confiança analisa o aspecto geral dos dentes, solicita exames de imagem e indica tratamentos para a arcada dentária, a gengiva e outras partes relacionadas à saúde bucal.

Ao procurar um especialista, o paciente pode pedir indicação de produtos e se educar sobre as técnicas corretas de uso dos mesmos. Assim, fica mais fácil entender a quantidade de creme dental a ser utilizado, as melhores marcas e os seus componentes, se é preciso usar enxaguante bucal e como passar fio dental sem machucar a gengiva.

Acredite, tudo isso é muito importante para prevenir não só a formação de cárie interproximal como diversos outros problemas bucais, incluindo a gengivite, a amigdalite, a língua saburrosa e etc.

Aprenda como escovar os dentes com aparelho

Para auxiliar no processo de escovação daqueles que usam aparelho, trouxemos um passo a passo que irá desmistificar a limpeza dos dentes. Confira:

  • Compre um modelo de escova especial: no mercado existem escovas anatomicamente criadas para a limpeza entre os dentes de quem usa aparelho. Por isso, vá até a seção de higiene e escolha entre as opções disponíveis, levando em consideração a especificidade do seu aparelho. Em caso de dúvida, peça orientação a seu dentista;
  • Não se esqueça de escovar a língua: este órgão do nosso corpo tem a capacidade de acumular resquícios de alimentos em sua superfície. Além disso, conta com inúmeras bactérias devido a sua textura rugosa;
  •  Utilize o fio dental corretamente: o fio é um recurso de extrema importância que irá retirar os restos de comida presos entre os dentes, assim a cárie interproximal tem menor chance de se desenvolver;
  • Não deixe de usar enxaguante bucal: os enxaguantes ajudam a retirar a camada excedente de bactérias da nossa boca, evitando uma proliferação danosa e auxiliando na saúde bucal como um todo, já que atinge áreas que a escova de dentes não consegue;
  • Troque sua escova: é necessário trocar as escovas de dentes pelo menos uma vez a cada três meses, visto que esse é um material frágil que sofre desgaste com o tempo, perdendo sua eficácia.

Pacientes que fazem uso de aparelho ortodôntico podem encontrar muitos desafios para realizar a higienização correta dos dentes.

Então, o acúmulo de resíduos pode se tornar um problema ainda maior, devido a complexidade de limpeza dos componentes que formam o aparelho. Por isso, é muito importante prestar atenção nessas dicas e colocá-las em prática no dia a dia.

Uso de enxaguante bucal ajuda a prevenir a cárie interproximal?

Sim, o uso de enxaguante bucal fluoretado (com flúor em sua composição) ajuda a prevenir o surgimento de cáries e fortalece a proteção dos dentes.

Isso ocorre devido ao flúor ser um mineral que é absorvido pelo esmalte do dente, o que remineraliza e repõe o cálcio e o fósforo perdidos pela coroa. Desse modo, o uso diário de enxaguante bucal com flúor pode impedir o desenvolvimento da cárie entre os dentes em seu estágio inicial, além de impedir a formação de novas.

Qual creme dental previne a cárie?

O melhor creme dental para prevenir a cárie é aquele que possui flúor em sua composição. Já que, assim como no caso dos enxaguantes, a capacidade de proteção e restauração ocasionada por esse mineral impede o surgimento/desenvolvimento da cárie entre os dentes.

Assim, na hora de comprar seu creme dental, observe os seguintes aspectos:

  1. Presença de flúor na composição;
  2. Data de validade;
  3. Componentes da fórmula (muito importante para quem possui determinados tipos de alergia);
  4. Preço.

É muito importante ressaltar que o preço de um produto não diz se ele é realmente bom ou não. Em outras palavras, o consumidor pode encontrar ótimos produtos com preços acessíveis, visto que a maior parte da população não tem privilégios financeiros na hora de investir em saúde bucal.

Assim, para encontrar um produto com ótimo custo-benefício, fique de olho nas dicas acima!

Qual a forma correta de usar o fio dental para prevenir a cárie entre os dentes?

Veja como usar fio dental e prevenir a cárie interproximal no passo a passo abaixo:

  1. Primeiramente, separe cerca de 40 centímetros de fio;
  2. Enrole grande parte do fio em um dos dedos e a parte restante use para limpar o primeiro dente;
  3. Aprofunde o fio na gengiva e abrace o dente, mas com muito cuidado, pois este ato não deve machucar e sim apenas limpar o local. Depois, puxe o fio levando com ele quaisquer restos de comida que estejam ali;
  4. Enrole a parte usada no outro dedo e, com um pedaço limpo que desenrolar, recomece em um novo dente.

Não se apresse para realizar esta ação. O ideal é ir com calma e após o término utilizar um enxaguante bucal com flúor para potencializar a limpeza e proteção dos dentes.

Foto de Alliage

O Autor

Alliage

Alliage é uma empresa detentora de várias marcas no setor da Saúde, que conta com um know-how de mais de 75 anos de experiência.

Veja mais de "Alliage" >

Leia também: